quarta-feira, 10 de outubro de 2007

Trabalho: Ser Pessoa Título: Erros

Já estou farto errar.
Dos erros eu quero fugir;
Para tal, de ser vou deixar
E um eu novo vai surgir.

Cubismo

O cubismo é um movimento capital da arte do século XX, que marca o fim da representação do espaço pictural instaurada por Alberti (que vigorou como norma durante quatro séculos), e determina o novo espaço da arte moderna e comtemporânea.
A partir das primeiras pesquisas de Picasso e Braque, muitos foram artistas que, pressentindo as potencialidades oferecidas por essas pesquisas, vão explorá-las por conta própria, por vezes de modo sumário mas também muito inventivo.
No entanto só o cubismo de Braque e de Picasso determina a revolução plástica que conduz, entre 1907 e 1914, à destruição do espaço naturalista e à sua substituição por um espaço conceptual.

A forma mais conhecida deste movimento denomina-se cubismo sintéctico. Nesta forma, os pintores têm a ideia de representar objectos através dos seus traços essenciais, ou de forma sintética.
O objecto deixa de ser apresentado de forma ordenada dirigindo-se ao espírito para ser reconstituído.
Os pintores limitam-se a reproduzir formas puras e geométricas dos objectos.
O porta francês Apollinaire resumia bem o cubismo dizendo que "a geometria é para as artes plásticas o que a gramática é para a arte do escritor".


"Les demoiselles d'Avignon" (Pablo Picasso - 1907)

terça-feira, 2 de outubro de 2007

Avé Matemática

Avé Matemática, Cheia de Teoremas e Axiomáticas,
O Senhor não é tosco
Voadora sois vós entre os elefantes
Faleçam a Inversão e as Circunferências Paralelas
Santos Olímpicos, AFFTAs e Mitras:
Pensai por todos os físicos
Agora e na hora das Provas
QED